Por que adotar?

Adotar um animal é um ato de amor e de carinho, é valorizar a vida e reconhecer que animais não são mercadorias. Os criadores utilizam suas fêmeas, que normalmente se encontram em estado precário, para ter cada vez mais animais para vender e, assim, ganhar mais dinheiro. Porém, muitos não dão a essas fêmeas e a esses filhotes o carinho e cuidados que necessitam e merecem. Muitos filhotes, como, por exemplos, os de coelhos, são vendidos logo nas primeiras semanas de vida, sem ao menos completar o estágio de amamentação, momento em que recebem os nutrientes necessários para o seu desenvolvimento. Além disso, muitas vezes não há um veterinário especializado que acompanhe esses animais em crescimento e doenças são comuns pois, por serem vendidos muito cedo, além de não terem recebido todos os nutrientes importantes do início da vida, sem o devido acompanhamento, podem ser vendidos com doenças que só serão descobertas após a compra.

 

O Órgão Mundial da Saúde estima que há mais de 30 milhões de animais abandonados no Brasil, ou seja, há muitos animais aguardando adoção e que precisam de ajuda. Em relação aos coelhos, o número de abandono cresce muito após a Páscoa, já que, nessa época, o número de compra de coelhos é maior.

 

Acontece que cuidar de um orelhudo não é simples.

Eles precisam de cuidados básicos e possuem comportamentos e necessidades que muitos desconhecem, inclusive muitos veterinários, por isso a importância de localizar um especialista de confiança próximo de sua residência antes de se ter um coelho. Não é difícil ter um coelho, o mais necessário é reconhecer suas necessidades básicas, como a alimentação adequada, higiene, castração e veterinário especializado em exótico, ter paciência e tempo e fornecer carinho e amor! Cada orelhudo tem seu temperamento, alguns gostam de colo, outros só de carinho no chão. Alguns fazem suas necessidades no lugar certo logo de primeira, outros podem levar um pouco mais de tempo para aprender.

 

No começo, a relação é de medo e curiosidade. Tanto o coelho quanto o adotante estão passando por momentos novos. Nesse momento, o melhor a se fazer é ter paciência e, com calma, ir se acostumando com a nova rotina. Com o passar do tempo as coisas vão melhorar e vocês serão ótimos amigos.

 

Ao adotar, você contribui para reduzir o número de animais abandonados e dá a eles, que já passaram por muito sofrimento, uma nova chance de viver, oferecendo um bom lar, carinho e cuidados. Se tiver interesse, clique no botão abaixo:

IMG_1139.jpg
 

Quero adotar

Neste momento, você acredita que está pronto para receber um bichinho de estimação na sua casa e oferecer a ele um lar com muito amor e cuidado? Parabéns! Nós temos muitos coelhinhos precisando de um novo lar e certamente um deles vai encantar seu coração!

 

O GAC é um grupo que trabalha com resgate, tratamento e adoção de coelhos abandonados. Nosso processo de adoção visa garantir que os coelhos possam viver no novo lar em segurança, garantindo-lhes saúde, bem estar e qualidade de vida.

PROCESSO DE ADOÇÃO

  1. Preencha o nosso Formulário de Adoção, e após isso, nos envie também as fotos dos locais onde o coelho terá acesso;

  2. Se estiver tudo certo com seu formulário, um dos nossos voluntários irá entrar em contato para conversar;

  3. Marcamos uma visita técnica. Em alguns casos, essa etapa não é possível devido à localização de nossos voluntários e a casa do adotante. Então, às vezes, pedimos que mande um vídeo de todos os locais onde o coelho terá acesso;

  4. Combinamos de nos encontrar para você pegar seu coelhinho. Essa etapa depende da localização em que você se encontra e de nossos voluntários (esse é o momento para você fazer uma doação em dinheiro ou itens de coelhos, pra mostrar que você apoia nosso projeto e ajudar os outros coelhinhos sob nossos cuidados a também encontrar um lar!).

TAXA DE ADOÇÃO

Anunciamos que a partir de abril de 2021, o GAC começará a cobrar uma taxa de adoção por coelho de R$50.

 

O motivo é para nos ajudar um pouquinho a pagarmos os custos que tivemos com as clínicas veterinárias desde que acolhemos um animal, e com isso permitir que o GAC continue fazendo o trabalho maravilhoso que faz de acolher mais coelhos e dar a eles uma segunda chance.

 

Cada resgate ou acolhimento que fazemos envolve uma série de etapas, que envolvem não somente o tempo e o esforço tremendo de cada um de nossos voluntários, assim como altos custos com despesas veterinárias e cuidados no geral, tais como:

  • Consultas e exames;

  • Tratamento veterinário, pois a grande maioria de coelhos que chega até nós não está saudável. Isso inclui cirurgias e medicações;

  • Castração (só doamos castrados);

  • Custos de transporte entre clínicas veterinárias e lares temporários;

  • Despesas gerais enquanto o coelho estiver sob nossa tutela: feno, verduras, ração, granulado higiênico e tapete higiênico.

 

A projeção de gasto médio que temos por coelho é de, no mínimo, R$1000. Assim, a taxa de adoção de R$50 é realmente simbólica. A contribuição também servirá para nossa avaliação se a pessoa está preparada ou não para a adoção – afinal, adotar envolve custos também.

 

Nosso raciocínio é simples: se a pessoa não tem o dinheiro ou disposição para contribuir no ato da adoção, será que ela teria para um atendimento de emergência para o coelho, caso necessário? Assumimos que não!

 

Contamos com seu apoio e colaboração!

 

Ainda interessado em adotar?! Então preencha nosso formulário a através do link a seguir:

FORMULÁRIO DE ADOÇÃO GAC

Observações importantes:

  • Às vezes, pode demorar para nossos voluntários te chamarem para conversar após você ter enviado o formulário. Isso pode acontecer devido à grande concentração de formulários que recebemos e pelo fato de que o trabalho voluntário é nossa paixão, mas não é nosso trabalho principal, de forma que nossos voluntários possuem o tempo um pouco escasso. Nós priorizamos aqueles que mandaram o formulário primeiro, ou seja, há uma lista para adoção. Caso demore muito, por exemplo, mais de 3 semanas para respondermos, nos mande uma mensagem no em nosso facebook – GAC – Grupo de Apoio aos Coelhos – ou Instagram – @gacgrupo – e veremos qual foi o problema que ocorreu.

MANUAL DO ADOTANTE